Início Site

Ações do Ambulatório de Urologia do HMP marcam mês de combate ao câncer de próstata

Pacientes, familiares e funcionários recebem orientações para cuidar da saúde na campanha Novembro Azul

Neste mês, o Ambulatório de Urologia do Hospital Municipal de Paulínia (HMP) vem promovendo uma série de ações para conscientizar os pacientes, familiares e funcionários sobre a importância de cuidar da saúde. Vale destacar que o Novembro Azul é um movimento mundial que acontece para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Na próxima quarta-feira (27), a partir das 10h, Especialistas do Centro de Referência em Saúde do Homem estarão no Ambulatório de Urologia do HMP, orientando e esclarecendo dúvidas sobre os cuidados com a saúde masculina, incluindo a prevenção do câncer de próstata e também falarão sobre a importância do incentivo do público feminino ao homem na realização do exame de toque.

Os pacientes e familiares obterão orientações sobre os males da doença, sintomas e fatores de risco, de modo a estimular a prevenção, além da importância do diagnóstico precoce. Além disso, a iniciativa distribuirá folhetos informativos sobre a saúde masculina e laços azuis, símbolo da campanha.

Câncer de próstata
O câncer de próstata é o mais frequente entre os homens, depois do câncer de pele, e é confirmado após uma biópsia, indicada ao encontrar alguma alteração no exame de sangue (PSA) ou no exame de toque, que somente são prescritos a partir de indicação de um urologista.

Na maioria dos casos, a enfermidade evolui de forma lenta e não chega a dar sinais durante a vida nem ameaça a saúde do homem. Em outros casos, pode crescer rapidamente, se espalhar para outros órgãos e causar a morte.

Os principais sintomas estão listados a seguir: dificuldade de urinar, demora para começar e terminar de urinar, diminuição do jato, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite e sangue na urina.

Serviço
Ação de conscientização sobre câncer de próstata
Onde: Ambulatório de Urologia do Hospital Municipal de Paulínia (HMP)
Quando: 27 de novembro
Horário: 10h

Crédito Foto: Raquel Caxilé

Riscos de desastres naturais em Paulínia serão alertados via celular

Paulinenses que são usuários de telefones móveis precisam cadastrar CEP pelo número 40199

Paulínia tem um ponto de risco médio de inundação no bairro Bomfim, região nordeste, conforme a Defesa Civil do Estado de São Paulo, que mapeou 86 áreas com risco de enchentes e deslizamentos na Região Metropolitana de Campinas – RMC.

O bairro é cortado pelo rio Jaguari, divisa com a cidade de Cosmópolis, de acordo com a Defesa Civil do Município. O acesso ao local é pela Rodovia Professor Zeferino Vaz, a SP-332, região da Refinaria de Paulínia, a Replan.

Para evitar tragédias por conta de temporais de verão, quem mora no estado de São Paulo já pode se cadastrar para receber os alertas de desastres diretamente no celular. A prática é frequente nos Estados Unidos e Japão, por conta dos índices de terremotos e furacões.

Os alertas são curtos, com até 160 caracteres, e visam apenas informar sobre um possível risco. A qualquer momento, a população pode buscar informações detalhadas no site da Defesa Civil estadual (www.defesacivil.sp.gov.br), incluindo orientações sobre o que fazer em cada situação.

Este cadastro poderá ser feito a qualquer tempo, mesmo que a pessoa não receba a mensagem inicial. Basta enviar um SMS para o número 40199, escrevendo o CEP de interesse.

Para cadastrar mais de um CEP, é necessário enviar uma mensagem por vez. Não há limite para a quantidade de CEPs que podem ser cadastrados.

A vantagem do sistema SMS é que ele é acessível nos celulares mais simples, sem necessidade de smartphones ou pacote de dados. Por isso, seu alcance é potencialmente maior.

LDO 2021 é aprovada em primeira discussão

A Câmara de Vereadores de Paulínia aprovou em primeira discussão o Projeto de Lei 29/2020, relacionado a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para a administração de finanças no ano de 2021. A proposta é de autoria do poder Executivo Municipal e a decisão foi consolidada durante a 9º sessão ordinária nesta quarta-feira (1°/7). Ausência dos vereadores Marcelo D2 (DC) e Danilo Barros (PL), esse com Covid-19.

Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) servirá como base para a definição do Orçamento, no final do ano. O governo municipal estima receita de 1,48 bilhão em 2021, um aumento de 4,5% em comparação com 2020 (sem correção monetária). No documento, a Prefeitura mais uma vez aponta o baixo crescimento econômico como risco fiscal (Veja abaixo mais informações, por áreas).

Tendo como perspectiva de contribuir e fiscalizar os recursos que serão aplicados pelo governo, a Casa Legislativa recebeu um parecer positivo da Comissão de Finanças e Orçamento pela aprovação do documento.

A Lei de Diretrizes Orçamentárias é feita anualmente e orienta a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA), tomando como base o que foi estabelecido no Plano Plurianual (PPA). O documento fixa as metas e prioridades da administração pública, dispõe sobre alterações na legislação, estabelece metas e riscos fiscais e indica os fatores que podem vir a afetar as contas públicas.

A sessão apresentou 57 Indicações (sugestões à Prefeitura e a outros órgãos públicos) e votou 39 Requerimentos (cobrança de informações ou medidas), além de 3 Moções: homenagem pelo Dia do Bombeiro (Tiguila Paes – Cidadania); congratulações pelo Dia Internacional de Combate às Drogas (Zé Coco – PSB) e repúdio a práticas de racismo (Manoel Filhos da Fruta – Solidariedade).

Covid-19: Paulínia confirma mais 42 casos e 22 pessoas internadas no HMP

Paulínia registrou 42 novos casos da Covid-19 nesta quarta-feira (1° de julho), passando a somar 772 confirmações da infecção pelo novo coronavírus desde o início da pandemia. O número de óbitos não mudou, permanecendo em 12. Dentre os casos confirmados, 457 já estão recuperados.

Outros 589 pacientes estão em investigação, aguardando o resultado de exames e já descartou 663. Atualmente, 22 pessoas estão internadas no Hospital Municipal, sendo 7 casos confirmados em UTIs. Além dos pacientes confirmados, os leitos são ocupados também por muitos casos suspeitos.

A Secretaria Municipal da Saúde pede que a população mantenha o distanciamento, pois um abraço pode ter muito mais do que carinho e afeto, fazendo referência aos casos assintomáticos da Covid-19, que podem se espalhar com o contato físico.

Câmara aprova adiamento das eleições municipais para novembro; PEC será promulgada nesta quinta

Deputados aprovaram a proposta de adiamento em votação virtual | Maryanna Oliveira/Câmara dos Deputados

Em razão da pandemia, a eleição será transferida para os dias 15 e 29 de novembro de 2020 (1º e 2º turnos)

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (1º) a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 18/20, que adia as eleições municipais deste ano devido à pandemia causada pelo novo coronavírus. O placar de votação da PEC no segundo turno foi de 407 votos a 70. Pouco antes, no primeiro turno, foram 402 votos favoráveis e 90 contrários.

Segundo o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), o texto será promulgado nesta quinta-feira (2), às 10 horas, pelo Congresso Nacional.

Oriunda do Senado, a PEC determina que os dois turnos eleitorais, inicialmente previstos para os dias 4 e 25 de outubro, serão realizados nos dias 15 e 29 de novembro. Por meio de uma emenda de redação, deputados definiram que caberá ao Congresso decidir sobre o adiamento das eleições por um período ainda maior nas cidades com muitos casos da doença.

“A alteração do calendário eleitoral é medida necessária no atual contexto da emergência de saúde pública”, defendeu o relator, deputado Jhonatan de Jesus (Republicanos-RR). “Os novos prazos e datas são adequados e prestigiam os princípios democrático e republicano, ao garantir a manutenção das eleições sem alteração nos mandatos”, continuou.

Calendário eleitoral
Além de adiar as eleições, a PEC, de autoria do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), estabelece novas datas para outras etapas do processo eleitoral de 2020, como registro de candidaturas e início da propaganda eleitoral gratuita (veja quadro). Apenas a data da posse dos eleitos permanece a mesma, em 1º de janeiro de 2021.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Pedágios paulistas não terão reajuste por 4 meses

A rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), conta com praças de pedágios no km 132+500, em Paulínia, sentido interior; no km 135, em Cosmópolis, em ambos os sentidos; e no km 160, em Engenheiro Coelho, em ambos os sentidos

As tarifas de pedágio na Praça de Paulínia são de R$ 11,90 para veículos de passeio/eixo comercial e de R$ 5,95 para motocicletas; atualização do reajuste anual será daqui quatro meses, conforme publicado dia (30/06) no Diário Oficial do Estado

A Artesp – Agência de Transporte do Estado de São Paulo informa que a atualização contratual anual das tarifas de pedágio para a maioria das rodovias estaduais paulistas foi postergada para daqui quatro meses, conforme publicado nesta terça-feira (30/06) no Diário Oficial, consulte no link http://bit.ly/3g9W7UG.

De acordo com a Artesp, o reajuste deveria entrar em vigor amanhã (1º de julho), conforme estabelecido em contrato de concessão válido para as rodovias das três primeiras etapas do Programa de Concessões Rodoviárias. O adiamento também contempla as praças de pedágio da concessionária Entrevias, que teria atualização em 6 de julho.

Em Paulínia, as tarifas de pedágio na praça de pedágio “Paulínia B”, localizada no quilômetro 132+500 da rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), são de R$ 11,90 para veículos de passeio/eixo comercial e de R$ 5,95 para motocicletas.

Apesar de reconhecer a legitimidade do reajuste tarifário, a postergação leva em consideração o cenário de estado de calamidade pública, conforme Decreto 64.879 de 20 de março de 2020, em razão da pandemia provocada pela Covid-19, e mantém inalterado os valores das tarifas em vigor desde julho de 2019.

Rodovia Professor Zeferino Vaz (SP-332), sentido Cosmópolis

A data de reajuste das praças de pedágio da concessionária ViaPaulista, que ocorre em 23 de novembro, permanece inalterada. As cinco praças do sistema remanescente da concessionária Centrovias e, atualmente, administradas pela concessionária Eixo-SP, também não terão alteração, pois já tiveram suas tarifas calculadas em outro processo, cujos valores estão em vigor desde 15 de maio deste ano, no início da nova concessão.

Mesmo no período de isolamento social, as concessionárias de rodovias paulistas, por estarem classificadas como serviço essencial, mantiveram as atividades operacionais nas vias, como obras, serviços de manutenção, atendimento ao usuário e prestação de socorro, bem como estabeleceram um protocolo de apoio aos motoristas, especialmente os caminhoneiros com diversas iniciativas, como campanha de vacinação, distribuição de Kits de higiene e alimentação. Esse trabalho foi importante para a apoiar o abastecimento das cidades no período da quarentena.

Confira o ranking de desempenho das escolas de Paulínia no Enem 2019

Os estudantes de Paulínia podem conferir o ranking do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) com as 10 escolas paulinenses nos resultados do ano passado. Os dados são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). São 5 estaduais, 3 privadas e 2 municipais.

A lista de microdados, por escolas, de desempenho no Enem 2019 foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC), na última sexta-feira (26) e tabulada pela plataforma educacional Evolucional.

As três primeiras colocadas, foram Colégio Paulo Freire, com média 647.38, Escola Técnica de Paulínia (Etep) com 621.08, e a Escola Professor Osmar Passarelli Silveira (Cemep), com média de 602.89.

Em quarto lugar está o Colégio Adventista de Paulínia, em quinto lugar o do Colégio Cosmos de Paulínia, seguido das escolas Parque dos Servidores, José Narciso Vieira Ehrenberg, Residencial São José, General Porphyrio da Paz e Núcleo Habitacional José Paulino Nogueira. As médias de proficiência dos estudantes foram realizadas por área de conhecimento e por redação.

Os resultados contemplam as 19.598 escolas que cumpriram o critério de ter pelo menos dez alunos participantes no Enem 2019 considerados para o cálculo e ter taxa de participação igual ou superior a 50%. O total é de 21,7% privadas e o restante, públicas.

De acordo com a Evolucional, startup que auxilia escolas com soluções pedagógicas baseadas em dados e evidências, e que aplica simulados do Enem em mais de 2500 escolas brasileiras, 22% das escolas listadas na tabulação de 2018, ou seja, anterior a essa, prepararam seus alunos para a realização do exame por meio de um simulado oferecido pela empresa e que utiliza a Teoria de Resposta ao Item (TRI), a mesma do Enem, para corrigir e dar notas aos estudantes.

“Notamos ao longo do tempo que as escolas que apresentam bons resultados, e consequentemente bom posicionamento no Enem, são aquelas que utilizam os resultados das avaliações realizadas ao longo do ano para estruturar o seu planejamento e propor ações pedagógicas específicas, baseadas nas necessidades apontadas pelos dados. A partir dos resultados de simulados do Enem, por exemplo, é possível orientar cada aluno a estudar conteúdos que ele ainda não domina tão bem e que podem fazer a diferença em seu desempenho” afirma Vinícius Freaza, Diretor de inovação Pedagógica da Evolucional.


ETEP de Paulínia se mantém em 1ª entre

as melhores escolas municipais do país

A Etep (Escola Técnica de Paulínia) foi a primeira colocada entre as melhores escolas municipais do Brasil no ranking do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2019. Os alunos e professores comemoraram o resultado. Segundo o ministério, 42 alunos fizeram o Enem no ano passado. A nota média dos estudantes da Etep foi de 632.96, acima da média brasileira, que foi de 592,90. 
O Cemep (Centro Municipal de Ensino Profissionalizante) também obteve importante colocação. Ficou em lugar entre as melhores escolas municipais do Brasil. A média das notas dos alunos foi de 602.89, também acima da média nacional.
Na classificação geral, a Etep ficou na 1.202º posição, que inclui os colégios particulares.

Hospital Municipal de Paulínia celebra a 24ª alta por Covid-19

Ana Paula deixa o Hospital Municipal, e volta curada para casa, depois de 13 dias internada

Nesta terça-feira (30), a vigésima quarta paciente recuperada do Coronavírus (Covid-19) no Hospital Municipal de Paulínia, deixou a unidade.

 A técnica em Enfermagem do Hospital Municipal de Paulínia, Ana Paula volta curada para sua casa, depois de 13 dias internada com Covid-19.

Ana chegou a ter seu pulmão comprometido em 80%, ficando por três dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e nesta tarde foi liberada da Unidade Respiratória.

A Prefeitura de Paulínia agradece a todos os servidores da Saúde que trabalham dia e noite por amor ao próximo.  Seguimos vigilantes e atuantes visando evitar a propagação do coronavírus. Essa é uma batalha que envolve paulinenses e Administração Municipal. Somente juntos, podermos superar esse momento difícil.

Paulínia confirma 435 recuperados da covid-19; hospital municipal tem 20 pessoas internadas

Entrada de Emergência do Pronto Socorro (PS) do Hospital Municipal de Paulínia pela Avenida Nove de Julho
Paulínia chega a marca de 435 pessoas recuperadas após infecção pelo novo coronavírus, nesta terça-feira (30/6). Com o acréscimo de 61 novos resultados positivos, a cidade tem hoje o total de 730 casos oficiais, segundo boletim diário divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).
O município ainda investiga 568 casos e já descartou 611 suspeitas de contaminação por coronavírus.  Além das 12 mortes confirmadas até agora, a Secretaria Municipal de Saúde afirma que descartou 9 mortes por suspeita de covid-19.
Nos hospitais – De acordo com a SMS, 20 pessoas estão internadas no Hospital Municipal de Paulínia, sendo que 6  casos positivos com coronavírus estão em UTI. Esses leitos fazem parte de um total de 15 previstos para pacientes com sintomas e confirmados com a infecção. Paulínia conta com 22 respiradores e caso necessário, as unidades restantes serão ativadas conforme a evolução dos casos.

Prazo para envio de declaração de IR termina hoje, 30 de junho

Órgão federal recebeu 27,08 milhões de declarações até o momento

Faltando poucas horas para o fim do envio do Imposto de Renda, quase 5 milhões de contribuintes ainda não declararam o IRPF de 2020. Devido à pandemia do novo coronavírus, a entrega desse ano foi prorrogada do dia 30 de abril para o dia 30 de junho.

A Receita alerta que os contribuintes não deixem a entrega para última hora. Mesmo porque, o programa pode ficar sobrecarregado e passar por instabilidades. Se perderem o prazo, estarão sujeitos ao pagamento de uma multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

O prazo de entrega começou em 2 de março e vai até as 23h59min59s de 30 de junho. Inicialmente, o prazo acabaria no fim de abril, mas a data foi prorrogada por dois meses por causa da pandemia do novo coronavírus.

Vale lembrar que o não cumprimento da obrigação deverá gerar multa, além de bloqueio no CPF, ocasionando outras sérias dificuldades na abertura de conta corrente, realização de empréstimos e até mesmo o recebimento de aposentadoria”, destaca o professor, especialista em Direito Tributário e sócio do escritório HG Alves, Caio Bartine.

Vereadores questionam secretário de Saúde sobre falta de remédios e enfrentamento da Covid-19

Encontro contou com a presença dos vereadores Fábio Valadão (PL), Marcelo Souza (PSB) e Fábia Ramalho (Podemos), os demais enviaram assessores

“Paulínia passa por um momento crítico e conta com 22 respiradores, número adequado até o momento”, segundo Fábio Alves

A Câmara de Paulínia realizou um debate com o secretário de Saúde, Fábio Luiz Alves, que explicou às medidas atuais e futuras referentes ao enfrentamento da Covid-19 e a falta de remédios, além de outros temas referentes a pasta e que tem sido alvo da reclamação de moradores. Durante a reunião, que aconteceu dia 26, os parlamentares apresentaram diversos questionamentos.

Sobre os casos envolvendo a pandemia da Covid-19, o secretário confirmou que a cidade passa por um momento crítico, por isso a necessidade de se desflexibilizar alguns setores após a recomendação do Ministério Público e que Paulínia conta com 22 respiradores, um número adequado até o momento, mas que ainda há condições de mais investimentos.

A instalação de um possível hospital de Campanha no município para atender os casos que vêm aumentando constantemente também foi cogitado. Para isso, a equipe de profissionais deve ser reforçada com a contratação de funcionários temporários.

Em relação a falta de medicamentos, o secretário primeiramente explicou que Paulínia conta com uma cesta em torno de 600 medicamentos, um número bem acima do existente em demais cidades do Brasil, cuja média é de 248, e que muitos processos licitatórios (compra) já estão em andamento, com remédios chegando.

De acordo do secretário, um dos motivos que justificam a morosidade é por ter um número de remédios bem acima da lista nacional se e necessário fazer um levantamento de valores para que sejam feitas as licitações, e que muitos dos remédios que estão em falta devem chegar entre 15 e 20 dias.

Assessor representou o vereador e presidente da Câmara, Antônio Miguel Ferrari, o Loira (DC)

O encontro contou com a presença dos vereadores Fábio Valadão (PL), Marcelo Souza (PSB) e Fábia Ramalho (Podemos), além da assessoria do presidente da Câmara Antônio Miguel Ferrari, o Loira (DC), Tiguila Paes (Cidadania), Manoel Filhos da Fruta (Solidariedade), José Carlos Coco da Silva, o Zé Coco (PSB) e José Soares (Republicanos).

2º Encontro – Essa é a segunda vez que os parlamentares se reúnem para discutir as ações que estão em andamento desde o início da pandemia. No último dia 17 de abril, em outro encontro, Alves já havia apresentado as estratégias no enfrentamento do novo coronavírus, quando os casos ainda estavam no começo. 

Mais Notícias