Início Site

Ações do Ambulatório de Urologia do HMP marcam mês de combate ao câncer de próstata

Pacientes, familiares e funcionários recebem orientações para cuidar da saúde na campanha Novembro Azul

Neste mês, o Ambulatório de Urologia do Hospital Municipal de Paulínia (HMP) vem promovendo uma série de ações para conscientizar os pacientes, familiares e funcionários sobre a importância de cuidar da saúde. Vale destacar que o Novembro Azul é um movimento mundial que acontece para reforçar a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de próstata.

Na próxima quarta-feira (27), a partir das 10h, Especialistas do Centro de Referência em Saúde do Homem estarão no Ambulatório de Urologia do HMP, orientando e esclarecendo dúvidas sobre os cuidados com a saúde masculina, incluindo a prevenção do câncer de próstata e também falarão sobre a importância do incentivo do público feminino ao homem na realização do exame de toque.

Os pacientes e familiares obterão orientações sobre os males da doença, sintomas e fatores de risco, de modo a estimular a prevenção, além da importância do diagnóstico precoce. Além disso, a iniciativa distribuirá folhetos informativos sobre a saúde masculina e laços azuis, símbolo da campanha.

Câncer de próstata
O câncer de próstata é o mais frequente entre os homens, depois do câncer de pele, e é confirmado após uma biópsia, indicada ao encontrar alguma alteração no exame de sangue (PSA) ou no exame de toque, que somente são prescritos a partir de indicação de um urologista.

Na maioria dos casos, a enfermidade evolui de forma lenta e não chega a dar sinais durante a vida nem ameaça a saúde do homem. Em outros casos, pode crescer rapidamente, se espalhar para outros órgãos e causar a morte.

Os principais sintomas estão listados a seguir: dificuldade de urinar, demora para começar e terminar de urinar, diminuição do jato, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite e sangue na urina.

Serviço
Ação de conscientização sobre câncer de próstata
Onde: Ambulatório de Urologia do Hospital Municipal de Paulínia (HMP)
Quando: 27 de novembro
Horário: 10h

Crédito Foto: Raquel Caxilé

Riscos de desastres naturais em Paulínia serão alertados via celular

Paulinenses que são usuários de telefones móveis precisam cadastrar CEP pelo número 40199

Paulínia tem um ponto de risco médio de inundação no bairro Bomfim, região nordeste, conforme a Defesa Civil do Estado de São Paulo, que mapeou 86 áreas com risco de enchentes e deslizamentos na Região Metropolitana de Campinas – RMC.

O bairro é cortado pelo rio Jaguari, divisa com a cidade de Cosmópolis, de acordo com a Defesa Civil do Município. O acesso ao local é pela Rodovia Professor Zeferino Vaz, a SP-332, região da Refinaria de Paulínia, a Replan.

Para evitar tragédias por conta de temporais de verão, quem mora no estado de São Paulo já pode se cadastrar para receber os alertas de desastres diretamente no celular. A prática é frequente nos Estados Unidos e Japão, por conta dos índices de terremotos e furacões.

Os alertas são curtos, com até 160 caracteres, e visam apenas informar sobre um possível risco. A qualquer momento, a população pode buscar informações detalhadas no site da Defesa Civil estadual (www.defesacivil.sp.gov.br), incluindo orientações sobre o que fazer em cada situação.

Este cadastro poderá ser feito a qualquer tempo, mesmo que a pessoa não receba a mensagem inicial. Basta enviar um SMS para o número 40199, escrevendo o CEP de interesse.

Para cadastrar mais de um CEP, é necessário enviar uma mensagem por vez. Não há limite para a quantidade de CEPs que podem ser cadastrados.

A vantagem do sistema SMS é que ele é acessível nos celulares mais simples, sem necessidade de smartphones ou pacote de dados. Por isso, seu alcance é potencialmente maior.

Estado de São Paulo terá toque de restrição de circulação das 23h às 5h a partir da próxima sexta

Avenida Nove de Julho, umas das principais vias de Paulínia | Foto: Notícias de Paulínia

Medida entra em vigor nesta sexta (26) sob recomendação do Centro de Contingência do coronavírus após recorde de internações em UTI

A partir da próxima sexta-feira (26/2), o Governo de São Paulo vai endurecer as regras da quarentena em todo o Estado com a adoção de um toque de restrição de circulação das 23h às 5h. A medida é válida até o dia 14 de março. A informação foi dada em coletiva realizada no início da tarde desta quarta-feira (24/2) no Palácio dos Bandeirantes.

A restrição de circulação visa coibir tanto os eventos clandestinos como reuniões sociais com aglomerações aos finais de noite e madrugadas. O Governo do Estado organizou uma força-tarefa para ampliar a fiscalização das equipes de Vigilância Sanitária em conjunto com as prefeituras.

Os serviços essenciais continuarão a funcionar normalmente durante qualquer período, inclusive o horário restrito. Também não haverá advertência, multa ou impedimento à circulação de trabalhadores. Na prática, o Governo do Estado vai endurecer a fiscalização contra aglomerações em qualquer horário e eventos ilegais ou proibidos aos finais de noite e madrugadas.

De acordo com o Coordenador do Centro de Contingência, Paulo Menezes, houve aumento significativo no número de internações em São Paulo nas últimas semanas, principalmente em relação a pacientes graves com COVID-19. Até o início da tarde desta quarta, havia 6.657 pacientes internados em leitos intensivos, recorde negativo desde o início da pandemia.

“Se nós olhamos para o futuro, nós temos uma previsão bastante preocupante que é poder esgotar os recursos de leitos de UTI em aproximadamente três semanas”, declarou Menezes. Ele apontou duas possibilidades para o recrudescimento da pandemia: o grande número de aglomerações e festas clandestinas desde o final de dezembro e a circulação de novas variantes do coronavírus.

Equipes do Procon-SP e das forças policiais da Secretaria de Segurança Pública vão atuar de forma conjunta para coibir o funcionamento de estabelecimentos não essenciais no período de restrição e os eventos ilegais. De acordo com o Diretor Executivo do Procon, Fernando Capez, os agentes de fiscalização vão multar comércios e empresas que descumprirem as regras do Plano São Paulo.

A Diretora Técnica do Centro de Vigilância Sanitária do Estado, Maria Cristina Megid, pediu que todas as pessoas ampliem a mobilização para impedir o avanço da pandemia. O Governo do Estado vai receber denúncias sobre festas clandestinas e funcionamento irregular de serviços não essenciais pelo telefone 0800-7713541 e também pelo site do Procon-SP www.procon.sp.gov.br .

O resumo com as medidas apresentadas durante a entrevista coletiva desta quarta está disponível na página Issuu: https://issuu.com/governosp/docs/coletiva_24.02.21.pptx.

 

Câmara de Paulínia promete eliminar 12 mil folhas de papel com processo eletrônico

Rodrigo Quaiatti, diretor Legislativo da Câmara Municipal de Paulínia | Foto: Câmara de Paulínia/Divulgação 

A partir da próxima sessão, dia 2 de março, os processos legislativos passam a ser digitais. Os 15 vereadores vão poder assinar, de forma eletrônica, projetos de lei, indicações, requerimentos, pareceres e outros documentos. O Certificado Digital é um arquivo eletrônico com validade jurídica, que garante proteção a transações e serviços via internet.

Desde que as atividades parlamentares ocorrem na casa, milhares de folhas são impressas nas sessões e passam de mão em mão. A ideia é desburocratizar o modelo que existe desde 1965, ocupando até hoje várias prateleiras de arquivo em papel.

A iniciativa da Mesa Diretora vai reduzir o uso de papel, o consumo de energia elétrica; a necessidade de manutenção de impressoras e a quantidade de cartuchos de tinta. Por outro lado, vai aumentar a sustentabilidade da Casa e ainda agilizar o processo de trabalho dos funcionários.

“Por ano, somente a Secretaria da Câmara utiliza cerca de 12 mil folhas correspondentes aos processos legislativos. Com o sistema eletrônico, vamos deixar de imprimir essas folhas e reduzir gastos. Esperamos que até o dia 1º de março todos os vereadores estejam dominando a nova ferramenta”, explica o diretor Legislativo, Rodrigo Quaiatti.

Como se trata de uma novidade, o Certificado Digital vai ser introduzido por etapas. O primeiro passo para transformar algumas proposituras (Indicações, Requerimentos e Moções) em processos digitais foi dado na última semana, quando todos os gabinetes receberam chaves de acesso. Depois, será a vez de projetos de lei e outros documentos.

“Se podemos diminuir os gastos, tornar os processos mais transparentes e ainda agilizarmos o trabalho os funcionários, temos que continuar avançando e modernizando a casa”, declara o presidente do Legislativo Fábio Valadão, do PL.

Os documentos gerados por meio digital pela Câmara tem seu arquivamento garantido por lei.

Secretaria de Saúde presta contas do último quadrimestre de 2020 ao Conselho Municipal

O Conselho Municipal de Saúde se reúne nesta quarta-feira (24), no Auditório Carlos Tontolli, no Paço Municipal para a 2ª reunião mensal de 2021. A pauta principal é a prestação de contas do último quadrimestre de 2020 (setembro a dezembro) pela Secretaria de Saúde de Paulínia.

A prestação de contas é um processo importante para a transparência das ações da pasta. Assim como preconiza a Lei 8.142 do Ministério da Saúde, é de extrema relevância porque indica em que foram gastos os recursos públicos da área.

O último quadrimestre de 2020 será apresentado em audiência pública, na Câmara de Paulínia, na sexta-feira (1), às 10h. A apresentação acontece no Plenarinho e a capacidade é de 30 pessoas.

Pelo 3º dia consecutivo, Paulínia está com 100% dos leitos de UTI para Covid-10 ocupados

Em 24 horas, a cidade registrou 99 novos casos de coronavírus

Paulínia continua operando com 100% de ocupação em seus leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva), que são destinos a pacientes com Covid-19. Dos 26 pacientes internados com Covid-19 no Hospital Municipal de Paulínia (HMP), 14 estão em leitos de UTI.

Este é terceiro dia consecutivo que o hospital municipal está atendendo em sua capacidade máxima, segundo boletim epidemiológico da Vigilância em Saúde. Em fevereiro foram 6 dias com 100% dos leitos ocupados (dias 2, 4 ,5, 21, 22 e 23.

O último boletim diário da Secretaria de Saúde divulgado nesta terça-feira (23) apontou que a cidade tem 7039 moradores infectados e 106 mortes causadas por complicações da Covd-19. Em 24 horas, a cidade registrou 99 novos casos de coronavírus. Outras 1667 pessoas aguardam resultados dos testes, e mais de 6732 estão recuperadas da doença.

Pauliprev recupera mais R$ 2 milhões; total chega a R$ 68 milhões

Sede do instituto Pauliprev fica no bairro Santa Terezinha, em Paulínia

O Instituto Pauliprev (Instituto de Previdência dos Funcionários Públicos do Município de Paulínia) já recuperou R$ 1,933 milhão, em 2021. Até agora, o Instituto retomou desde 2019, R$ 68 milhões relativos a aplicações realizadas em fundos ilíquidos, entre todo o seu portfólio de investimentos.

Sua primeira recuperação do ano foi R$ 1.541.107,61 do Fundo Tower FIRF IMA-B. O valor foi aplicado no Fundo Gestão Estratégica da CEF (Caixa Econômica Federal). Somente nesse fundo, o total investido entre os anos de 2013 e 2015 atinge R$ 114 milhões.

Já em fevereiro, o Instituto recuperou ativos de R$ 433 mil, junto ao Fundo GGR Prime I FIDC, com crédito na CEF. Com essa operação, o total recuperado totaliza quase R$ 4,7 milhões, de um total aplicado de R$ 14 milhões em novembro de 2014. O dinheiro foi depositado no fundo Caixa Brasil Gestão Estratégica até nova decisão do Conselho Administrativo. Para esse Fundo, a expectativa de recuperação é da ordem de 76% sobre o valor aplicado.

Para o presidente da Pauliprev, Marcos André Breda, o Instituto vai continuar buscando negociar com os fundos para trazer aos cofres do instituto valores que foram investidos no passado sem a observância de critérios de excelência financeira.

“Esta é a nossa segunda recuperação no ano, que se traduz em uma plataforma de gestão em benefício dos servidores e do próprio instituto de previdência”, admite Marcos André Breda, presidente da Paulipev.

Retorno das aulas presenciais na rede municipal de Paulínia é adiado

As aulas da rede em municipal de ensino em Paulínia estavam previstas para retornar de forma híbrida, com 35% da capacidade de alunos de forma presencial e 65% remota, a partir de 1º de março, porém devem ser adiadas por conta do rápido avanço da Covid-19 no município.

A decisão ocorre após a Secretaria de Saúde, via Vigilância Epidemiológica, notificar a Educação, com base nos dados epidemiológicos relacionados à Covid-19 em Paulínia.

A Secretaria de Educação informa que caso os dados melhorem ou se mantenham adversos, o cronograma poderá ser modificado. As medidas citadas acima não se aplicam as unidades estaduais e particulares existentes em Paulínia.

Com a alteração, o cronograma do retorno parcial e gradual das aulas presenciais foi alterado, conforme consta abaixo.

Grupo 1
Alunos dos últimos anos de cada nível – 5ºs. (fundamental I – Regular e EJA), 9º (Fundamental II – Regular e EJA) e 3º Ensino Médio (Técnico e EJA)

Grupo 2
Todos os demais alunos da Educação Básica (Creche, EMEI, Ensino Fundamental – Regular e EJA – Ensino Médio)

Campinas Decor entrega prédio do Cotuca à Unicamp; mostra continua suspensa

Conclusão dos trabalhos foi oficializada durante solenidade restrita na manhã desta segunda-feira, 22 de fevereiro; cerimônia será transmitida para a comunidade durante uma live agendada para 5 de março

As obras de infraestrutura do prédio do Cotuca (Colégio Técnico de Campinas) foram entregues pela Campinas Decor à Unicamp (Universidade de Campinas) na manhã desta segunda-feira, 22 de fevereiro, em virtude do convênio de permissão de uso firmado entre a organização da mostra de arquitetura, decoração e paisagismo e a universidade para a realização da edição de 25 anos do evento no imóvel histórico localizado na Rua Culto à Ciência.

A cerimônia contou com a presença do reitor da Unicamp, Marcelo Knobel, e da diretora da Campinas Decor, Sueli Cardoso, além de representantes da universidade, Cotuca e patrocinadores do evento.  A solenidade foi restrita a poucos convidados devido aos cuidados em virtude da pandemia da covid-19.

O público vai conferir as benfeitorias realizadas no prédio durante uma live agendada para o dia 5 de março às 16h, com transmissão pelo canal Imprensa Unicamp no Youtube. As pessoas poderão conferir diversas salas, suítes, apartamentos, lofts, banheiros e terraços, além de jardins e espaços comerciais e de uso dos visitantes, seguindo todos os protocolos definidos pelas autoridades de saúde.

A Campinas Decor 25 anos contará com cerca de 60 ambientes internos e externos preparados por renomados profissionais do setor na cidade e região, exibindo as tendências e o que há de mais moderno em artigos para decoração, revestimentos, mobiliário, luminotécnica, automação residencial e tudo o que envolve esse universo.

Pelo calendário oficial, a 25ª edição da mostra de arquitetura, decoração e paisagismo teria sido realizada nos meses de maio e junho de 2020, mas em função da pandemia a data está suspensa e será definida somente quando o momento for considerado seguro. Campinas Decor e Unicamp reforçam o compromisso de realização do evento e a intenção de que o mesmo ocorra ainda em 2021.

As características do imóvel, como o pé direito alto e os grandes espaços, fazem com que o imóvel seja o cenário perfeito para os profissionais soltarem a criatividade e mostrarem seus estilos para os visitantes. A finalização dos ambientes para a exposição ao público será realizada somente quando essa data estiver definida, mas as obras estruturais do prédio já foram efetuadas, assim como boa parte dos trabalhos de preparação dos espaços.

Graças ao convênio firmado entre Campinas Decor e Unicamp, o imóvel com área total de quase 7 mil metros quadrados foi reformado e modernizado para que as atividades estudantis possam retornar ao local após o término da mostra.  No total, estima-se um investimento de R$ 12 milhões na recuperação do prédio e preparação da mostra, cotizados entre a organização, expositores, patrocinadores e fornecedores.

“Esse momento é de grande importância para nós, pois tivemos a satisfação de propiciar a recuperação de um patrimônio de tão grande valia para o município”, afirma a diretora da Campinas Decor, Sueli Cardoso.

“A parceria com a Campinas Decor permitiu recuperar e requalificar um espaço fundamental, não somente para a Unicamp, mas para a história de Campinas. Conseguimos restaurar em conjunto um prédio histórico, que voltará a abrigar o Colégio Técnico da Unicamp, o nosso querido Cotuca, a partir de quando a mostra seja encerrada”, afirmou o reitor da universidade, Marcelo Knobel.

“Infelizmente, com a pandemia a mostra precisou ser adiada, mas a reforma de todo o edifício e de toda a infraestrutura já estão prontas, e é importante celebrar esse momento com a comunidade do colégio, bem como com toda a sociedade”, complementa Knobel.

O telhado, que era uma dos principais problemas estruturais que levaram ao fechamento do prédio em 2014, foi refeito, com a manutenção apenas das vigas originais e a troca das ripas e telhas e instalação de painel e manta para ampliar o conforto térmico.

A parte elétrica foi inteiramente remodelada, com a troca da fiação e construção de uma nova cabine para ampliar a capacidade de energia fornecida e atender à demanda dos laboratórios do colégio.

Considerando as demandas para o funcionamento do colégio também foram construídos novos banheiros, além da realização de obras para adequação da cozinha e da área de alimentação.

A questão da acessibilidade recebeu atenção especial, com a instalação de um elevador panorâmico ligando os dois andares do prédio principal e a construção de diversas rampas de acesso em toda a área.           

Destaque também para a recuperação da fachada do prédio, que teve as camadas antigas de tinta retiradas e foi repintada com uma cor similar à usada anteriormente, e ao amplo trabalho de recuperação de todas as portas e janelas, que são uma atração à parte quando se fala da beleza do prédio. O trabalho envolveu ainda a recuperação de todos os pisos e revestimentos.

“Graças aos esforços de todos os envolvidos – incluídos aí nossos expositores, parceiros e patrocinadores – estamos devolvendo à sociedade de Campinas um prédio totalmente recuperado e com inúmeras melhorias e utilização de modernas tecnologias e recursos disponíveis no mercado de arquitetura e construção”, afirma Sueli Cardoso.

Além da organização e dos arquitetos, decoradores e paisagistas que participam do evento como expositores, o trabalho de conservação do prédio e preparação da mostra envolveu um verdadeiro exército de profissionais, como pedreiros, pintores, marceneiros e eletricistas. Devido aos cuidados com a pandemia, os processos foram readequados para garantir a segurança de todos, com a adoção de protocolos com a limitação do número de pessoas presentes em cada ambiente, higienização reforçada e disponibilização de álcool gel para os trabalhadores, entre outros.

A edição de 25 anos da Campinas Decor conta com o patrocínio Sensia (incorporadora da MRV), Suvinil, Engetax, Deca, Leo Sob Medida, Guardian Glass e Cyberglass, Campseg e Hunter Douglas e apoio C&C, Duratex, Tecprag e MBM. O evento também tem como fornecedores oficiais as empresas Kosten – Haus, Portobello, Cosentino e Colégio Adventista.

Homem é mais uma vítima fatal da Covid-19 em Paulínia; ele morreu sábado (20)

Um homem, de 85 anos, morreu no sábado (20) por Covid-19, em Paulínia. O Paciente estava internado há 4 dias no Hospital Municipal de Paulínia – HMP, mas apresentou os sintomas desde o dia 12 deste mês. Ele apresentava antecedentes de neoplasia de próstata e hipertensão arterial. Foi realizado diagnóstico laboratorial para a Covid-19 pelo exame de PCR, com resultado positivo. O mesmo evoluiu para óbito. A morte consta no boletim desta segunda-feira (22), divulgado pela Secretaria de Saúde.

Em Paulínia, nas últimas 24 horas, foram registrados 24 novos casos da Covid-19 (taxa de crescimento de +0,34%) e 29 recuperados (+0,43%). Dos 6940 casos confirmados desde o início da pandemia, 6681 já são considerados recuperados, 153 encontram-se ativos e 106 tiveram óbito confirmado. Foram considerados para os casos confirmados: critérios laboratoriais (RT-PCR, imunológicos e teste rápidos), critérios clínico-epidemiológico e clínico imagem.

O boletim epidemiológico contabiliza ainda 4914 casos descartados e 1730 suspeitos (em investigação).  Dentre os óbitos, 65,09% ocorreram no sexo masculino (69) e 34,90% no sexo feminino (37).

Hoje, há 14 leitos de UTI adulto voltados para o tratamento da Covid-19 na rede municipal estão ocupados, dando um índice de ocupação de 100%. Já nos leitos de enfermaria 10 estão ocupados. O HMP tinha 24 pessoas internadas até às 9h30 desta segunda.

A Prefeitura de Paulínia informa que é essencial que todos sigam as orientações do Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus e reforça a necessidade do uso de máscara, higienização das mãos sempre que possível, distanciamento social e evitar aglomerações.

 

Hospital Municipal atinge 100% de ocupação nos leitos para Covid-19, em Paulínia; quinta vez em fevereiro

O Hospital Municipal de Paulínia (HMP), única unidade referência para o tratamento da Covid-19 em Paulínia, atingiu 100% da ocupação dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), conforme boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

Até a manhã deste domingo (21), todos os 14 leitos de UTIs estavam ocupados. Este mês é a quinta vez que o hospital municipal tem os seus leitos exclusivos sobrecarregados em 100%. Os dias de ocupação total foram: 2, 4, 5, 9 e 21 de fevereiro.

O HMP tem 21 pacientes internados, sendo que 14 pessoas estão em UTI e sete em leito clínico (enfermaria). O boletim de hoje aponta 13 novos casos de Covid-19 em 24 horas. Há também 115 casos ativos na cidade.

De acordo com dados da SMS, Paulínia soma 6916 casos confirmados de coronavírus e 105 mortes até a atualização mais recente, feita às 9h30, deste domingo. Deste total, 6652 pessoas já se recuperaram da doença.

A Prefeitura de Paulínia informa que é essencial que todos sigam as orientações do Comitê de Prevenção e Enfrentamento do Coronavírus e reforça a necessidade do uso de máscara, higienização das mãos sempre que possível, distanciamento social e evitar aglomerações.

Paulínia registra quase 7 mil de casos de coronavírus; mais de 96% já se recuperaram

Mais de 6.640 de pessoas já estão recuperadas da Covid-19 no município; número de pacientes internados é de 23,13 pessoas/dia na semana

Paulínia registrou nesta semana de 14 a 20 de fevereiro 105 óbitos e 6903 casos confirmados durante toda a pandemia do coronavírus. Entre o total de casos diagnosticados pela Covid-19, 6640 pessoas estão recuperadas, sendo 96,19%.

Está semana, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou a morte de três mulheres, respectivamente de 52, 70 e 76 anos. Elas estavam internadas no Hospital Municipal de Paulínia. Dos 105 óbitos, 78 são homens e 37 mulheres. Em relação às mortes por faixa etária, o maior número de vítimas é de pessoas entre 70 a 79 anos (36,67%). Logo depois vem a faixa etária de 60 a 69 anos, com 21,11% das mortes; e a faixa etária de 80 a 89 anos, com 20%.

A cidade registrou em 7 dias, uma média de 124,57 casos ativos/dia. Desses, 23,14 pacientes estão internados na rede municipal de saúde e 100,7 pessoas estão em isolamento social. Além de 1729 casos suspeitos, que aguardam resultados de exames laboratoriais ou de imagem e 4860 casos descartados.

As taxas de ocupação dos leitos de UTI são de 79,57% no Hospital Municipal de Paulínia – HMP. Esta semana, o número de pacientes internados é de 23,14 pacientes/ dia, sendo 12 pacientes em enfermaria e 11,14 pacientes em unidades de terapia intensiva. Os números são referentes a 7 dias.

A Secretaria Municipal da Saúde ressalta que trabalha seguindo todos os protocolos de atendimento e segurança do Ministério da Saúde, e reforça o pedido para que todos continuem respeitando as medidas e protocolos sanitários. O isolamento social é a melhor forma de prevenir a disseminação do coronavírus.

Mais Notícias