sexta-feira, junho 21, 2024
InícioCidadesA cada 4 dias, um poste é derrubado por motoristas em Paulínia

A cada 4 dias, um poste é derrubado por motoristas em Paulínia

Um levantamento feito pela Companhia Paulista de Força e Luz – CPFL, apontou que a cada quatro dias, um poste de iluminação pública é derrubado ou danificado por colisão de veículos em Paulínia.

Segundo a Companhia, só no primeiro trimestre de 2019 foram registradas 21 ocorrências envolvendo postes da empresa no município, uma média de sete por mês. No mesmo período do ano passado, o número chegou a 27. Em 2017 foram 12 incidentes do tipo.


Avenida Juscelino Kubitschek, paralela ao residencial Vila Lobos

Apesar da queda entre 2018 e 2019, a quantidade continua alta e esse número pode ser ainda maior, já que quando o acidente não é considerado “grave”, muitos motoristas fogem do local sem registrar a ocorrência para evitar o ressarcimento à Companhia.

Vale destacar que nos casos de acidentes contra postes, o motorista é quem deve arcar com os custos dos danos causados ao patrimônio da empresa.

Em nota, a CPFL informou que não há um valor fixo dos custos porque depende dos equipamentos instalados tanto pela distribuidora de energia como pelas empresas que ocupam a estrutura. Por exemplo, um poste com iluminação pública simples tem menor valor do que um poste que possui um transformador de energia, ou equipamentos de televisão e telefonia, mas dados referentes ao ano passado apontam que os valores partem de R$ 2 mil e ultrapassar os R$ 5 mil.

Avenida prefeito José Lozano Araújo, sentido bairro/centro

Em Paulínia, o endereço campeão de ocorrências é a Avenida Juscelino Kubitschek, que tem início no Monte Alegre III, atravessa a Avenida José Lozano Araújo e termina na junção com a Avenida José Paulino. A maior parte dos acidentes acontece nas madrugadas de finais de semana devido à combinação de álcool e direção.

A Companhia ressalta que realiza campanhas de conscientização e prevenção que têm por iniciativa orientar os clientes sobre os riscos de contato com a rede de energia. No caso de colisão contra postes, por exemplo, o motorista não deve jamais sair do veículo, nem tocar os cabos de energia, mesmo que estejam rompidos. Eles podem estar energizados e provocar um acidente fatal.

Confira dez dicas da CPFL para tornar o trânsito mais seguro:

1. Mantenha o veículo com a manutenção em boas condições, verificando o estado dos pneus, dos freios, dos faróis e dos retrovisores;
2. Não dirija sob o efeito do álcool, remédios ou qualquer outra substância tóxica;
3. Quando estiver dirigindo, cuidado com o farol alto. Você pode ofuscar a visão do motorista na via de sentido oposto;
4. Respeite sempre a sinalização de trânsito e os limites de velocidade das vias, em qualquer dia, local e horário;
5. Respeite os pedestres e sempre use cinto de segurança e capacete, para motociclistas;
6. Não use celular quando estiver dirigindo. Além de colocar em risco a vida dos pedestres e outros motoristas, a infração para quem é pego usando o celular na direção é considerada gravíssima;
7. Em caso de manobras, sinalize para os pedestres e os demais motoristas;
8. Sempre mantenha distância segura do veículo à frente;
9. Fique atento às condições da pista e do clima. Em caso de pista molhada ou de neblina, dirija com cuidado. Diminua a velocidade e mantenha a distância dos demais veículos;
10. Em caso de acidente com poste, se houver queda de cabos, procure ficar no interior do veículo, sem tocar nas partes metálicas, até o atendimento por parte das equipes da empresa.


Avenida Juscelino Kubitschek, próximo ao Sambódromo, na região do Parque Brasil 500