sexta-feira, julho 19, 2024
InícioCidadesContrato de veículos da Secretaria de Saúde gera debate no Conselho de...

Contrato de veículos da Secretaria de Saúde gera debate no Conselho de Saúde

Saúde de Paulínia terceiriza transporte interno e fora do domicílio; Paço Municipal e Guarda Civil Municipal também tem quase 100% da frota de terceiros

A reunião mensal do Conselho Municipal de Saúde, que acontece sempre na terceira quarta-feira do mês, abordou o contrato de veículos que são utilizados pela Secretaria de Saúde, que há anos terceirizou o serviço de transporte de pacientes em estado de urgência e emergência dentro e fora do domicílio. A reunião abordou também, a Conferência Municipal de Saúde e discussão e aprovação da ata do mês de março.

No encontro realizado (18/4) no auditório Carlos Tontolli, no Paço Municipal, estavam presentes: o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Paulo Roberto Paes, o secretário de Saúde de Paulínia, Dr. Yanko Gonçalves Mello e os membros do conselho, Alexandre Camargo Brandt e Jair Porcel Pinto, representantes da secretaria de Saúde, munícipes e contou também com o secretário de Transportes, Laércio Giampaoli.

O conselheiro Ronaldo Santos de Souza, que é representante da Região do Monte Alegre, voltou a cobrar as condições dos veículos que transportam os pacientes de toda a Rede Municipal de Saúde. Há três sessões que ele cobra um posicionamento da Secretaria e do próprio Conselho de Saúde. Ele também alertou pelo alto custo que é pago mensalmente a empresa detentora da concessão e as condições e idade da frota. “Tenho acompanhado pessoalmente e algumas reclamações de munícipes em relação ao transporte dentro e fora de domicílio e que algumas ambulâncias estão sucateadas”. 

Atualmente o HMP conta com 14 ambulâncias que integram os serviços municipais, que são utilizadas no setor de serviço de atendimento pré-hospitalar (APH) no Hospital Municipal de Paulínia e Central de Resgate. O município mantém contrato de empresa especializada em urgência e emergência para prestação de serviços 24 horas em ambulâncias simples e UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) Móvel para adulto e neonatal a pacientes do SUS (Sistema Único de Saúde).

O secretário de Transportes, Laércio Aparecido Giampaoli participou da composição da mesa junto com os membros da diretoria do Conselho de Saúde e prestou esclarecimentos e tirou algumas dúvidas que foram apresentadas e reivindicadas pelo conselheiro Ronaldo e outros membros do Conselho o e público presente. “O objetivo da administração municipal é renovar cada vez mais a frota e a entrega de novos veículos que irão auxiliar no transporte, para atender as necessidades do setor e principalmente dos pacientes”, completou Laércio.

Após os esclarecimentos, ficou definida em votação a composição de uma comissão para acompanhar os trabalhos e melhorias que serão realizados pela Secretaria de Transportes.

Motoristas de ambulâncias
não pagam mais pedágios
Agora as ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) de Paulínia têm “passe livre” nos pedágios das rodovias paulista. A ARTESP, a Agência de Transporte do Estado de São Paulo concedeu a isenção ao Município das tarifas de pedágios referente à frota de transporte público de saúde Samu/ambulâncias.