sexta-feira, junho 21, 2024
InícioAmbientePaulínia e Sabesp assinam contrato pelos próximos 30 anos com investimentos de...

Paulínia e Sabesp assinam contrato pelos próximos 30 anos com investimentos de R$ 116,5 milhões

Com principais obras previstas no início, acordo permitirá avanços significativos no saneamento do município

Prefeitura de Paulínia e Sabesp assinaram, nesta sexta (3/7), o contrato para a prestação dos serviços de água e esgoto do município. O acordo prevê investimentos de R$ 116,5 milhões para ampliar a oferta de água, além da coleta e do tratamento de esgoto, pelos próximos 30 anos. A companhia operou no município de 1978 a 2008 e há quase 12 anos estavam sem contrato.

As principais obras estão previstas já nos primeiros 10 anos de contrato, o que vai proporcionar melhorias nos sistemas e manter os índices de 100% na cobertura de água e esgoto na área atendível. Até 2022, a expectativa de investimentos é de R$ 6,5 milhões em abastecimento, R$ 28,2 milhões em sistemas de esgoto e R$ 860 mil em outros investimentos, somando R$ 35,5 milhões do montante previsto.

A médio prazo, entre 2023 e 2035, serão investidos R$ 25,6 milhões em água, R$ 30,9 milhões em esgoto e 2,8 milhões em outros investimentos. E, de 2036 a 2048, os valores são de R$ 15,6 milhões, R$ 3,1 milhões e 2,8 milhões, respectivamente.

Em abastecimento, a Sabesp fará obras importantes, como melhorias no sistema de captação do rio Jaguari, execução de 5,5 mil metros de reforço de adutora de água tratada entre a  Estação de Tratamento de Água e o Centro de Reservação Castelo; implantação de reservatório de 1 milhão de litros na região do Parque da Represa, além da execução de aproximadamente 17 quilômetros de redes de distribuição.

No que se refere ao tratamento de esgoto, a Sabesp irá ampliar a Estação de Tratamento de Esgotos de Paulínia, somada à execução de mais de 48 quilômetros de rede coletora, incluindo o atendimento aos bairros Núcleo Betel, Bela Vista I e II, Região do Parque da Represa, Santa Terezinha II e Cascata.

“É uma felicidade grande poder renovar esse contrato com Paulínia, uma cidade que já tem a questão de saneamento muito bem cuidada. Mas não podemos descansar e devemos ficar atentos ao crescimento da cidade, ao aumento da demanda e também à renovação dos ativos. O saneamento tem que estar presente dentro da gestão no mesmo nível que a saúde e a educação. Porque é um item fundamental para garantir a saúde. Hoje, a gente registra um momento importante de investimento naquilo que é fundamental: qualidade de vida para a população”, afirmou Marcos Penido, secretário de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Para o diretor-presidente da Sabesp, Benedito Braga, o marco legal do saneamento recém-aprovado no Congresso vai possibilitar, dentro do novo contrato, a atuação em áreas de vulnerabilidade social em Paulínia.

“Com a promulgação do novo marco, teremos a oportunidade, inclusive, de atender a população mais carente do município. Hoje temos alguma dificuldade de ir, por exemplo, em áreas irregulares, temos a dificuldade legal de prestar o serviço, mas com o novo marco vai haver a possibilidade de atender também essas áreas. Será um novo tempo. Vamos investir uma quantidade importante de recursos. A Sabesp vai prestar um serviço que deixará Paulínia orgulhosa”, disse.

“Eu tinha uma preocupação com a cidade sem esse contrato, que é um ganho enorme para o nosso município. Agradeço aos meus secretários e aos vereadores, que entenderam que essa assinatura seria o melhor para a cidade. Diante da nossa necessidade, sabemos que a Sabesp nos representa bastante”, afirmou o prefeito de Paulínia, Ednilson – Du – Cazellato (PL).

Lagoa do João Aranha – Os estudos para desassoreamento da Lagoa do João Aranha já foram iniciados. Equipes da Sabesp realizaram batimetria na lagoa para determinar a profundidade da massa de água e subsidiar o projeto de retirada dos sedimentos como depósito de terra, areia, argila, detritos, entre outros,

“Nesta semana, também demos início ao nivelamento de tampões de poço de visita, localizados nas vias públicas da cidade. Nossa expectativa é realizar nivelamento de 50 pontos ainda este ano”, afirmou o gerente da Sabesp em Paulínia, João Paulo Gabrielli.