quinta-feira, julho 25, 2024
InícioDestaquesTurismo na Região Metropolitana de Campinas deve movimentar R$ 2,3 bilhões em...

Turismo na Região Metropolitana de Campinas deve movimentar R$ 2,3 bilhões em 2024, com alta de 8,2%

O turismo na Região Metropolitana de Campinas (RMC) está projetado para movimentar R$ 2.342.074.826 bilhões em 2024, segundo a pesquisa Potencial de Consumo realizada pelo IPC Maps. Esse valor representa um aumento de 8,2% em relação ao ano passado. O crescimento do poder de compra dos trabalhadores e a maior disposição para lazer e viagens são alguns dos fatores que contribuem para essa alta. O Produto Interno Bruto (PIB) da RMC é de R$ 266.807.891,88 bilhões, com um PIB per capita de R$ 79.817,91.

Segundo a pesquisa do IPC Maps, o aumento dos gastos está distribuído entre as quatro classes sociais. O consumo potencial previsto para a classe A é de R$ 565.589.347 milhões (alta de 8,5%), para a classe B é de R$ 1.243.471.825 bilhões (+8,2%), para a classe C é de R$ 500.494.560 milhões (+8,1%), enquanto a classe D deve direcionar R$ 32.519.093 milhões (crescimento de 8,5%) para este item.

O crescimento das viagens também impulsionou a abertura de novos negócios no setor. Atualmente, a RMC conta com 32.577 unidades em atividade, com 1.778 novos CNPJs em funcionamento, uma alta de 5,8%.

Eduardo Porto, sócio em agências da Azul Viagens na região de Campinas, abertas nos últimos meses, afirma que os dados do potencial de consumo no setor de viagens estão alinhados com as projeções e expectativas de negócios. “Quando decidimos abrir unidades em Valinhos, Mogi Guaçu e Limeira, já percebemos um mercado em alta, até mesmo pela experiência que temos no setor hoteleiro, com a retomada das viagens no pós-pandemia”, comenta.

“Estamos em uma região com alto poder aquisitivo e de PIB per capita, em todas as classes sociais, fator que contribui significativamente para essa expectativa de crescimento de 8,2% para este ano”, acrescenta.

Importância da Infraestrutura e do Turismo de Negócios na RMC

O Aeroporto Internacional de Viracopos e as rodovias Bandeirantes, Anhanguera, Dom Pedro I e Professor Zeferino Vaz (SP-332) desempenham um papel crucial no turismo da RMC. O aeroporto facilita a chegada de turistas de várias partes do Brasil e do mundo, enquanto as rodovias garantem acessibilidade e conectividade eficientes dentro da região, impulsionando ainda mais o setor turístico.

Além disso, a RMC é um polo forte no turismo de negócios, com a realização de feiras, congressos, reuniões e eventos. Os participantes desses eventos não apenas se hospedam em hotéis e procuram bons restaurantes, mas também reservam tempo para visitar atrações turísticas entre suas agendas. Esse segmento é extremamente importante para os destinos na região, contribuindo significativamente para a economia local e a movimentação do setor de turismo.